• Pesquisar
  • Categorias

A utilização de cartões de crédito aumentou 9%

São menos, mas têm mais uso! O segredo para manter uma relação saudável com o seu cartão de crédito é fazer uma utilização razoável e pagar o máximo possível a cada extrato.

Os cookies permitem-nos optimizar os nossos serviços. Ao utilizar o nosso site, concorda com a nossa política de utilização de cookies. Saiba mais.

Sim, aceito.

Há menos cartões de crédito mas são mais usados

A utilização de cartões de crédito aumentou 9%

O efeito da crise levou a uma maior contracção do consumo que desencadeou uma quebra nos cartões de crédito. De acordo com a pesquisa intitulada "Comportamento financeiro dos particulares em Portugal", da Mastercard, também o “efeito da banca que desinvestiu no crédito levou a esta diminuição na utilização do produto".

 

Em 2008, data de início do estudo, 34% dos entrevistados tinha um cartão de crédito. À data de 2012 os dados apontam para pouco mais de 30%. No entanto, apesar de haver menos cartões, a sua utilização aumentou. Dos inquiridos que admitiram ter um cartão de crédito, quase 70% admite recorrer a essa forma de pagamento reflectindo um aumento 9,5% na utilização. 

 

Também o número de vezes de utilização do produto diminuiu no ano corrente: 53,5% utilizam o cartão de crédito pelo menos uma vez por mês, contra os 57,5% relativos ao ano passado.

 

Para aderir a um cartão de crédito, tenha sempre em atenção as taxas associadas, a duração do período sem juros, limite de crédito e as depesas com o cartão. Simule a aquisição de um cartão de crédito sem compromisso e avalie as vantagens. Lembre-se: faça uma utilização racional. Se vir que não consegue controlar a utilização...congele-o mesmo.

 

Estimado usuário, por favor verifique a sua situação económica antes de assumir qualquer compromisso com os nossos parceiros. O Meu Portal Financeiro apenas disponibiliza e actualiza informação financeira, não sendo responsável pelos produtos apresentados. O conteúdo está actualizado até à data mostrada em cada página. Se quiser fazer alguma actualização, por favor envie-nos a sua sugestão para: [email protected]