• Pesquisar
  • Categorias

Novas medidas são anunciadas pela Troika.

Já tinha sido discutido o assunto das indemnizações por despedimento serem reduzidas dos 30 dias para 20 dias, o que causou bastante polémica. Outra notícia avançada é que em vez dos 20 dias vão ser 10 dias por ano. Mas a notícia não fica por aqui: esta medida a entrar em vigor aplica-se aos novos e aos antigos contratos.

Os cookies permitem-nos optimizar os nossos serviços. Ao utilizar o nosso site, concorda com a nossa política de utilização de cookies. Saiba mais.

Sim, aceito.

Novidades nas indemnizações por despedimentos

Novas medidas são anunciadas pela Troika.

O Governo ao assinar o acordo com a troika comprometeu-se a alinhar o nível das indemnizações ao nível da União Europeia, até ao final de 2012. A média situa-se nos 10 dias e é válida quer para actuais, quer para novos contratos.

Para já, pretende-se que para os novos contratos  a indemnização por despedimento seja de 20 dias por cada ano de trabalho, aplicáveis ao máximo de 12 salários. Obviamente, vai existir uma fase de transição, ou seja, uma parte da indemnização é paga de acordo com a legislação antiga - os 30 dias - e outra parte é  já paga de acordo com as novas regras.

Outras notícias avançam que esses 20 dias poderão ser reduzidos para 10 dias ou até zero dias, marcando a reviravolta na estrutura das indemnizações, que se prevê que poderá acontecer até ao fim de 2013. Tendo em conta que o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, declarou pretender ir ainda mais longe do que ficou decidido no governo de Sócrates com o PEC IV, esta possibilidade é bem viável.

A diminuição e até uma possivel extinção das indemnizações por despedimento vão facilitar a vida aos empregadores que poderão despedir colaboradores sem qualquer encargo, aumentando assim o número de desempregados.

Resta agora aguardar por desenvolvimentos, pois ainda irão realizar-se reuniões durante o mês de Agosto para decidir como implementar estas medidas além de discutir o fundo para financiar metade das indemnizações.

 

Estimado usuário, por favor verifique a sua situação económica antes de assumir qualquer compromisso com os nossos parceiros. O Meu Portal Financeiro apenas disponibiliza e actualiza informação financeira, não sendo responsável pelos produtos apresentados. O conteúdo está actualizado até à data mostrada em cada página. Se quiser fazer alguma actualização, por favor envie-nos a sua sugestão para: [email protected]