• Pesquisar
  • Categorias

Viajar é uma opção para fugir (temporariamente) à crise

Avizinha-se um ano difícil, pelo que passamos das reservas de último minuto como era hábito até hoje, para as reservas com antecedência e as pessoas procuram destinos para se distraírem do ambiente instável que se vive a nível económico e político em Portugal.

Os cookies permitem-nos optimizar os nossos serviços. Ao utilizar o nosso site, concorda com a nossa política de utilização de cookies. Saiba mais.

Sim, aceito.

Férias Páscoa 2011: Fugir para esquecer

Viajar é uma opção para fugir (temporariamente) à crise

Os portugueses estão na expectativa de um ano complicado, portanto, para fugir à depressão e recuperar forças para enfrentar as dificuldades que estão à espreita, muitos são os que planeiam viajar para fora do país nas férias da Páscoa que já estão próximas.

Os operadores que trabalham no sector turistíco afirmam que para já não sentem diferenças em relação ao ano passado e nesta época estão a atingir os valores do ano passado.

Este ano, Cuba e Brasil parecem ser os destinos preferenciais dos portugueses, além da Disneyland Paris pois muitos pais tentar tirar uma semana ou 15 dias de férias de modo a coincidir com as férias da escola dos filhos.

Segundo a Top Atlântico, uma das maiores agências de viagens a operar no mercado português, a procura de pacotes turistícos nesta altura do ano é superior à do ano passado.

Apesar de muitos planearem ir para fora como Cuba e Cabo verde, pela proximidade, por não ser muito caro e pelo calor, outros pensar ir para fora cá dentro e refugiam-se no Algarve ou na Madeira, que está a recuperar muito bem.

Fica aqui uma sugestão da Top Atlântico, para um pacote especial Páscoa para o Brasil (Maceió - Maragori), com partida a 18 de Abril:
Desde 1189 euros por pessoa - inclui passagem aérea Lisboa-Maceió-Lisboa; transferes; sete noites de estada em regime de alojamento e pequeno-almoço; visita à cidade e praia do Francês; IVA; taxas e seguro de viagem.

Com um país em baixo devido às dívidas, a crise politíca, o melhor é sair daqui para desanuviar as ideias e voltar com as baterias carregadas.  

Estimado usuário, por favor verifique a sua situação económica antes de assumir qualquer compromisso com os nossos parceiros. O Meu Portal Financeiro apenas disponibiliza e actualiza informação financeira, não sendo responsável pelos produtos apresentados. O conteúdo está actualizado até à data mostrada em cada página. Se quiser fazer alguma actualização, por favor envie-nos a sua sugestão para: [email protected]