• Pesquisar
  • Categorias

Portugueses são cada vez menos adeptos

Apesar de já terem sido muito procurados pelos portugueses, os certificados de aforro têm tido cada vez menos adeptos. A razão é muito simples - a crise e o aumento das taxas de juro dos depósitos bancários.

Os cookies permitem-nos optimizar os nossos serviços. Ao utilizar o nosso site, concorda com a nossa política de utilização de cookies. Saiba mais.

Sim, aceito.

Certificados de aforro em queda

Portugueses são cada vez menos adeptos

Os dados existentes mostram que o stock de certificados de aforro desceu de 18,2 mil milhões de euros em Janeiro de 2008 para 12,3 mil milhões em Fevereiro de 2012, tendência esta que se acentuou nos finais de 2010 e no início de 2011. 

 

De acordo com o boletim mensal do IGCP -  Instituto de Gestão do Crédito Público, desde o final de 2011 já saíram dos certificados de aforro 459 milhões de euros em termos líquidos.

 

A razão para este comportamento dos aforradores é o agravamento da crise económica, além do aumento das taxas de juro dos depósitos.

 

O certo é que os bancos ganharam com esta tendência pois conseguiram equilibrar os seus balanços, já que muitos portugueses transferiram as suas poupanças dos certificados de aforro para os depósitos, que apresentavam uma taxa de juro muito mais atractiva.

 

Leia também:

O que são certificados de aforro? »

Quem pode pedir a reforma antecipada? »

Estimado usuário, por favor verifique a sua situação económica antes de assumir qualquer compromisso com os nossos parceiros. O Meu Portal Financeiro apenas disponibiliza e actualiza informação financeira, não sendo responsável pelos produtos apresentados. O conteúdo está actualizado até à data mostrada em cada página. Se quiser fazer alguma actualização, por favor envie-nos a sua sugestão para: [email protected]