• Pesquisar
  • Categorias
  • Registar
  • Login

A actualidade tem sido marcada pelos Swap

Os swap têm marcado a actualidade. Entre contos e ditos, pouco se sabe sobre o assunto. Política à parte, fomos saber o que são verdadeiramente os swaps.

Os cookies permitem-nos optimizar os nossos serviços. Ao utilizar o nosso site, concorda com a nossa política de utilização de cookies. Saiba mais.

Sim, aceito.
Simulação das melhores taxas para Crédito Pessoal!

Simulação das melhores taxas para Crédito Pessoal!

Em menos de 1 minuto, gratuito e sem compromisso.

12
96

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por meuportalfinanceiro.com e pelos nossos Parceiros
SIMULAR

Swap: O assunto da actualidade

A actualidade tem sido marcada pelos Swap
  • Muito se fala de swap, mas na verdade pouco se sabe sobre o assunto.

Na verdade, o assunto da actualidade são instrumentos financeiro frequentes, apesar de serem de elevado risco. Os contratos swap, contratos de cobertura de risco no financiamento, implicam perdas de uma das partes porque consistem em fixar uma taxa de juro de um empréstimo e uma das partes compromete-se a pagar a diferença entre a taxa fixa e a taca variável, por norma indexada à Euribor.

Sendo os swap a discussão da actualidade, quisemos entender melhor o que está por trás de um movimento financeiro desta envergadura, percebendo quanto ganhará uma empresa ao fazer um contrato deste género. Como o futuro sobre as taxas de juro é sempre incerto, uma empresa pode contratar um swap, fixando uma taxa de juro de 3,74%, por exemplo, ficando de imediato a saber que durante a periocidade do contrato irá pagar apenas esses 3,74%.

Mas afinal porque andamos, na actualidade, a discutir os swap? A resposta é óbvia, apesar de difícil. Quando existe um contrato deste género, as partes contratam que se a taxa Euribor se alterar, uma das entidades terá que pagar a diferença entre a taxa estabelecida e a variável. Ou seja, o que aconteceu é que a taxa Euribor tem vindo a descer e, portanto, as empresas públicas viram-se na obrigação de pagar a diferença entre a taxa estabelecida no contrato e a variável, assumindo assim o risco acrescido dos contratos swap.

Os swap trocados por miúdos
Vamos tentar explicar, com exemplos práticos, em que consiste o tema da actualidade: Os swap.

Imagine que se desloca a um banco para pedir um crédito habitação que, por norma, é acordado com base em taxas de juro variáveis, que desce ou sobre dependendo da variação da Euribor. Mas imagine que na sua cabeça, os juros vão subir de sobremaneira nos próximos anos. Consciente deste facto, decide falar com o banco e manter a taxa fixa, travando a subida dos juros.

Se fosse possível, esta era a situação que um contrato swap permitiria num crédito habitação. Como o nome indica, swap é uma troca entre taxa de juro variável por uma taxa de juro fixa. Mas a verdade é que os juros desceram e portanto deveria ter que assumir as perdas resultantes do contrato de taxas de juro fixas.

 

Quer receber notícias e artigos financeiros no seu e-mail? »

Maria Garcês
swap: O assunto da actualidade - Dúvidas e Questões

Maria Garcês Comentado há 8 days 5 months 2 years

Partilhe com a comunidade do Meu Portal Financeiro as suas dúvidas ou opinião.

Receber notificações por email sobres deste tópico?

» Comentar agora! »

Outras respostas: (0)

Estimado usuário, por favor verifique a sua situação económica antes de assumir qualquer compromisso com os nossos parceiros. O Meu Portal Financeiro apenas disponibiliza e actualiza informação financeira, não sendo responsável pelos produtos apresentados. O conteúdo está actualizado até à data mostrada em cada página. Se quiser fazer alguma actualização, por favor envie-nos a sua sugestão para: info@meuportalfinanceiro.pt