• Pesquisar
  • Categorias
  • Registar
  • Login

Promoções nos supermercados levam a queda de preços

Apesar de ser pouco expressivo, temos assistido a uma queda generalizada dos preços em Portugal (inflação negativa) nos últimos quatro meses

Os cookies permitem-nos optimizar os nossos serviços. Ao utilizar o nosso site, concorda com a nossa política de utilização de cookies. Saiba mais.

Sim, aceito.
Simulação das melhores taxas para Crédito Pessoal!

Simulação das melhores taxas para Crédito Pessoal!

Em menos de 1 minuto, gratuito e sem compromisso.

12
96

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por meuportalfinanceiro.com e pelos nossos Parceiros
SIMULAR

Inflação: Preços em queda há quatro meses consecutivos

Promoções nos supermercados levam a queda de preços
  • Queda dos preços dos bens alimentares e bebidas alcoólicas
  • Subida dos preços das utilities
  • Importância de manter postura de corte de custos
Possivelmente não terá notado mas os preços em Portugal têm registado quedas consecutivas nos últimos quatro meses quando comparados com o mesmo mês do ano passado (fala-se neste caso de variação homóloga da taxa de inflação).

De acordo com o Instituto Nacional de Estatística, a taxa de inflação em Portugal recuou 0,4% em Maio, quando comparado com igual período do ano passado. Na base deste comportamento esteve o desempenho dos preços dos produtos alimentares e bebidas alcoólicas, produtos que viram os seus preços cair 2.3%. Na prática, este movimento é sentido nos super e hipermercados, onde as campanhas sucessivas de promoções e descontos têm feito sentir os seus impactos.

Em sentido contrário, assistimos a uma subida dos preços associados à habitação, água, eletricidade, gás e outros combustíveis. De notar que este comportamento acaba por ser justificado também pelas subidas de impostos e pelas sucessivas revisões em alta dos preços de mercado (já reparou que são estes os produtos onde o Estado tem influência direta?).

Como é sabido, este desempenho de queda de preços foi um dos responsáveis pelas recentes medidas do Banco Central Europeu (BCE) em cortar com as suas taxas de juro e em incentivar os bancos a colocar o dinheiro em circulação na economia. Quer-se incentivar o consumo e o investimento pois a expetativa de redução de preços leva as pessoas a adiar as suas decisões de consumo, com impactos nocivos na economia a médio prazo (menos emprego, por exemplo).

Nunca como agora foi tão importante assumir as rédeas das suas finanças pessoais. Em situação em que a economia começa a mostrar sinais de melhoria é importante manter hábitos saudáveis de gestão das finanças pessoais. Aproveite, ainda, as nossas dicas de poupança no supermercado, no gás e na eletricidade, no combustível ou no seguro de vida.

Leia também
Maria Garcês
inflação: Preços em queda há quatro meses consecutivos - Dúvidas e Questões

Maria Garcês Comentado há 25 days 6 months 2 years

Partilhe com a comunidade do Meu Portal Financeiro as suas dúvidas ou opinião.

Receber notificações por email sobres deste tópico?

» Comentar agora! »

Outras respostas: (0)

Estimado usuário, por favor verifique a sua situação económica antes de assumir qualquer compromisso com os nossos parceiros. O Meu Portal Financeiro apenas disponibiliza e actualiza informação financeira, não sendo responsável pelos produtos apresentados. O conteúdo está actualizado até à data mostrada em cada página. Se quiser fazer alguma actualização, por favor envie-nos a sua sugestão para: info@meuportalfinanceiro.pt