• Pesquisar
  • Categorias
  • Registar
  • Login

12 pessoas ficaram desalojadas

Foi em S. Romão do Coronado, Trofa, que um incêndio deixou 4 famílias desalojadas, num total de 12 pessoas, onde se inclui um bebé de meses. Felizmente, não se registam feridos. Resta agora saber se o seguro da casa cobre todos os prejuízos, já que a família mais afectada tem o andar completamente destruído e terá que ser realojada.

Os cookies permitem-nos optimizar os nossos serviços. Ao utilizar o nosso site, concorda com a nossa política de utilização de cookies. Saiba mais.

Sim, aceito.
Encontre as melhores soluções do mercado em  Seguros!

Encontre as melhores soluções do mercado em Seguros!

Rápido » 100% gratuito » Sem compromisso »

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por meuportalfinanceiro.com e pelos nossos Parceiros
SIMULAR

Incêndio - 4 famílias desalojadas

12 pessoas ficaram desalojadas

Adérito Rodrigues, proprietário do imóvel que foi destruído pelas chamas, nem quer acreditar na tragédia que foi acontecer. Além de morar no edifício, arrendava a mais três famílias, portanto, foram 12 pessoas que ficaram temporariamente desalojadas.

Foi no final da tarde de segunda-feira que tudo começou. Acredita-se que o incêndio terá começado no primeiro andar, onde um casal vivia com os seus dois filhos, uma menina de 11 anos e um bebé de cinco meses. A menina terá deixado o cobertor eléctrico ligado e foi para a escola, daí que o incêndio tenha começado no 1º andar e alastrou-se por todo o edifício, consumindo por completo o 1º andar.

Segundo o proprietário, a casa está protegida por um seguro habitação, no entanto, resta saber se este seguro pagará todos os prejuízos.

Os Bombeiros Voluntários da Trofa, chegados ao local, certificaram-se em primeiro lugar que não existiam feridos. De seguida tiveram que retirar um idoso do interior da sua casa, já que o mesmo se recusava a sair de casa, e afirmam que tiveram que combater o incêndio a partir das janelas.

Temporariamente, as pessoas passam em casa de familiares, até estarem reunidas as condições para voltarem ao seu lar. É necessário resolver “o problema dos cheiros e das infiltrações de água e verificar o sistema eléctrico", segundo a vereadora da Câmara Municipal, Teresa Fernandes.

No entanto, nem todos os problemas estão resolvidos, já que existe uma família que ficou sem casa, e portanto, estão a ser colocadas várias hipóteses de realojamento.

Provisoriamente, considera-se a hipótese de atribuir "uma pensão comparticipada pela Câmara e pela Segurança Social ou o arrendamento de uma casa, também com a ajuda destas entidades”. Posteriormente, serão consideradas soluções de realojamento mais definitivas.

Maria Garcês
incêndio - 4 famílias desalojadas - Dúvidas e Questões

Maria Garcês Comentado há 10 days 5 months 2 years

Partilhe com a comunidade do Meu Portal Financeiro as suas dúvidas ou opinião.

Receber notificações por email sobres deste tópico?

» Comentar agora! »

Outras respostas: (0)

Estimado usuário, por favor verifique a sua situação económica antes de assumir qualquer compromisso com os nossos parceiros. O Meu Portal Financeiro apenas disponibiliza e actualiza informação financeira, não sendo responsável pelos produtos apresentados. O conteúdo está actualizado até à data mostrada em cada página. Se quiser fazer alguma actualização, por favor envie-nos a sua sugestão para: info@meuportalfinanceiro.pt