• Pesquisar
  • Categorias
  • Registar
  • Login

Polícia Judiciária investiga caso de ilegalidade

A Administração do Hospital de São Marcos de Braga afirma que na altura de transferência de gestão não havia qualquer dívida.

Os cookies permitem-nos optimizar os nossos serviços. Ao utilizar o nosso site, concorda com a nossa política de utilização de cookies. Saiba mais.

Sim, aceito.
Proteja-se e à sua família com um Seguro de Saúde!

Proteja-se e à sua família com um Seguro de Saúde!

Não poupe na saúde, poupe no seguro! Simulação gratuita e sem compromisso.

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por meuportalfinanceiro.com e pelos nossos Parceiros
Quero poupar!

Ex-gestor do Hospital de São Marcos de Braga nega existência de dívida

Polícia Judiciária investiga caso de ilegalidade

O Ex-gestor do referido hospital, Lino Mesquita Machado, negou a existência de um passivo de 40 milhões de euros, já que esse valor estaria coberto por créditos ainda por receber, referentes a montantes que ainda iriam ser pagos pela ADSE, pelas companhias de seguros e utentes que não pagaram as taxas moderadoras.

 

A Polícia Judiciária (PJ) está a investigar o caso e a legalidade ou não dos actos praticados, como por exemplo a adjudicação de obras sem concurso, para o novo bloco de partos e da remodelação do Serviço de Gastroenterologia, quando envolvem valores superiores a meio milhão de euros.

 

O gestor realça que o relatório da Inspecção-Geral de Finanças elogia a gestão da administração e reafirma a inexistência de qualquer "buraco" financeiro.Acrescenta ainda que, ficou determinado através de contrato aquando da transferência da gestão do hospital para a "Escala Braga" do grupo Mello Saúde, que os créditos iriam ser cobrados por esta nova gestão e entregues ao Estado.

 

Desde Agosto que a "Escala Braga" assumiu a gestão do hospital em parceria com o Estado, para ser construído o novo hospital da cidade, que em princípio estará pronto em Maio de 2011.

 

Apesar da gestão ser diferente, o nome do Hospital mantém-se, assim como a administração, mesmo que com funções apenas liquidatárias na unidade hospitalar.

 

De acordo com declarações do gestor, o passivo era nulo ou quase nulo e que do valor em dívida 18 ou 19 milhões de euros foram já pagos a fornecedores, dos quais 15 milhões foram pagos com dinheiro da "Escala Braga", uma vez que ficou com equipamentos nesse valor; e acredita que até ao início de 2011, as dívidas aos fornecedores deverão ficar todas pagas.

Maria Garcês
ex-gestor do Hospital de São Marcos de Braga nega existência de dívida - Dúvidas e Questões

Maria Garcês Comentado há 7 days 5 months 2 years

Partilhe com a comunidade do Meu Portal Financeiro as suas dúvidas ou opinião.

Receber notificações por email sobres deste tópico?

» Comentar agora! »

Outras respostas: (0)

Estimado usuário, por favor verifique a sua situação económica antes de assumir qualquer compromisso com os nossos parceiros. O Meu Portal Financeiro apenas disponibiliza e actualiza informação financeira, não sendo responsável pelos produtos apresentados. O conteúdo está actualizado até à data mostrada em cada página. Se quiser fazer alguma actualização, por favor envie-nos a sua sugestão para: info@meuportalfinanceiro.pt