• Pesquisar
  • Categorias
  • Registar
  • Login

Medidas anunciadas para diminuir o valor das despesas no sector da saúde

Além do corte aos beneficios fiscais nas despesas de saúde, mesmo para os seguros de saúde, que são do foro privado; o Governo já anunciou outras medidas para diminuir o valor das despesas no sector da saúde, que poderá passar por exemplo, pelo fim das comparticipações em algumas vacinas.

Os cookies permitem-nos optimizar os nossos serviços. Ao utilizar o nosso site, concorda com a nossa política de utilização de cookies. Saiba mais.

Sim, aceito.
Proteja-se e à sua família com um Seguro de Saúde!

Proteja-se e à sua família com um Seguro de Saúde!

Não poupe na saúde, poupe no seguro! Simulação gratuita e sem compromisso.

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por meuportalfinanceiro.com e pelos nossos Parceiros
Quero poupar!

Corte nas deduções com despesas de saúde

Medidas anunciadas para diminuir o valor das despesas no sector da saúde

 

Poderá ser já a partir de Outubro, que o Governo deixa de comparticipar as seguintes vacinas: a vacina contra o vírus do papiloma humano, que previne o cancro do colo do útero, da hepatite B e também contra o hemophilus tipo B, uma bactéria que provoca meningite e pneumonia, além de deixar de comparticipar as pilulas contraceptivas.

O objectivo será poupar 19 milhões de euros, no entanto, mesmo com o fim da comparticipação ficou garantido que estas vacinas continuarão a fazer parte do Plano Nacional de Vacinação, sendo a sua distribuição gratuita nos centros de saúde, assim como as pilulas. Só na farmácia é que as mesmas deixarão de ser comparticipadas.

Alguns organismos públicos vão deixar de existir, como o Instituto Português do Sangue e o  Instituto da Droga e Toxicodependência (IDT).

Quanto aos beneficios fiscais, a troika exige que se diminua a despesa e aumente a receita, o que passará pelo corte de 2/3 às despesas que os portugueses apresentam ao Estado em despesas de saúde. Além disso, ainda será estabelecido um tecto máximo à dedução desse valor. Aqui nem os seguros de saúde escapam e também estarão sujeitas a estes cortes nas vantagens fiscais.

No entanto, nem tudo é mau. Está a ser preparada uma maior distribuição de medicamentos genéricos, com o preço final estabelecido, no limite máximo de 40% do medicamento original. 

Para já não existe ainda nenhuma decisão quanto a estas medidas, no entanto, existe a possibilidade de avançarem depois de serem avaliados todos os dados técnicos e cientificos que serão a base para qualquer decisão.

 

Maria Garcês
corte nas deduções com despesas de saúde - Dúvidas e Questões

Maria Garcês Comentado há 7 days 5 months 2 years

Partilhe com a comunidade do Meu Portal Financeiro as suas dúvidas ou opinião.

Receber notificações por email sobres deste tópico?

» Comentar agora! »

Outras respostas: (0)

Estimado usuário, por favor verifique a sua situação económica antes de assumir qualquer compromisso com os nossos parceiros. O Meu Portal Financeiro apenas disponibiliza e actualiza informação financeira, não sendo responsável pelos produtos apresentados. O conteúdo está actualizado até à data mostrada em cada página. Se quiser fazer alguma actualização, por favor envie-nos a sua sugestão para: info@meuportalfinanceiro.pt