• Pesquisar
  • Categorias
  • Registar
  • Login

É preferível consolidar créditos ou renegociar dívidas?

Consolidar créditos e renegociar dívidas são duas realidades muito ligadas entre si. Quer uma, quer outra, podem ser uma ajuda preciosa na hora de aliviar os encargos mensais.

Os cookies permitem-nos optimizar os nossos serviços. Ao utilizar o nosso site, concorda com a nossa política de utilização de cookies. Saiba mais.

Sim, aceito.
Simulação das melhores taxas para Crédito Consolidado!

Simulação das melhores taxas para Crédito Consolidado!

Em menos de 1 minuto, gratuito e sem compromisso.

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por meuportalfinanceiro.pt
SIMULAR

Consolidar créditos ou renegociar créditos?

É preferível consolidar créditos ou renegociar dívidas?
  • Consolidar créditos
  • Renegociar dívidas
  • Principais características
Já terá concerteza ouvido falar de consolidação de créditos e de renegociação de dívidas. Por vezes, tratam-se até de duas realidades que são confundidas entre si.

Apesar de existirem diferenças entre ambas, o certo é que poderão ser igualmente úteis no apoio que dão a quem está endividado e precisa urgentemente de equilibrar, de forma consistente, as suas finanças pessoais.

Apesar de uma série de analistas referirem 2014 como ano de início da recuperação económica, o certo é que para muitos portugueses esta realidade ainda continua a ser uma miragem.

Consolidação de créditos


A consolidação de créditos consiste, fundamentalmente, em juntar num único crédito todas as responsabilidades que se tem. Por exemplo, em vez de ter crédito habitação, vários créditos pessoais, dívidas de cartões de crédito entre outras, passa a ter um único crédito que reúne todo o montante em dívida.

O grande segredo do crédito consolidado é juntar vários montantes de crédito num único, com uma TAEG mais baixa quando comparada por exemplo com a taxa cobrada num cartão de crédito. Adicionalmente, ao promover o aumento do prazo de pagamento é possível a redução dos encargos mensais.

A consolidação de créditos faz sentido para uma pessoa que tenha todos os meses vários créditos para pagar, não apenas por permitir a redução da prestação mensal mas também pela simplificação que daqui advém.

Renegociação de dívidas


A renegociação de dívidas tem um âmbito mais alargado do que a consolidação de créditos. Uma das opções na renegociação é a consolidação, mas existem outras que vale a pena considerar em alternativa ou juntamente com esta.

Serve para as pessoas que se encontram já em situação de incumprimento ou que antecipem poder vir a ficar. Como diz o ditado mais vale prevenir do que remediar e aqui esta frase faz todo o sentido: mais vale antecipar a renegociação de dívidas do que ter que a fazer à pressa e em situação de enorme fragilidade junto da instituição financeira, por exemplo já com o nome na Lista Negra do Banco de Portugal.

A renegociação pode passar pelo alargamento do prazo de reembolso do empréstimo, por um período de carência de capital ou juros e, também, pela consolidação de créditos como referido.

Qual a melhor alternativa para a sua situação em concreto? Quais as principais vantagens e desvantagens de cada uma? Qual a melhor forma de abordar o banco? Estas, e outras, perguntas devem ser sempre respondidas com ponderação e de acordo com o caso em particular de cada pessoa. Sobretudo, vale a pena recorrer a especialistas na área que, com o seu conhecimento, têm todas as ferramentas necessárias para ajudar e estão totalmente focados em econtrar a mehor solução para o caso em concreto. Isto porque cada caso é um caso.

Em destaque
Maria Garcês
consolidar créditos ou renegociar créditos? - Dúvidas e Questões

Maria Garcês Comentado há 19 days 4 months 3 years

Partilhe com a comunidade do Meu Portal Financeiro as suas dúvidas ou opinião.

Receber notificações por email sobres deste tópico?

» Comentar agora! »

Outras respostas: (0)

Estimado usuário, por favor verifique a sua situação económica antes de assumir qualquer compromisso com os nossos parceiros. O Meu Portal Financeiro apenas disponibiliza e actualiza informação financeira, não sendo responsável pelos produtos apresentados. O conteúdo está actualizado até à data mostrada em cada página. Se quiser fazer alguma actualização, por favor envie-nos a sua sugestão para: info@meuportalfinanceiro.pt