• Pesquisar
  • Categorias
  • Registar
  • Login

Sobreendividamento das famílias portuguesas não é exclusivo de um grupo sócio-económico.

O crédito consolidado pode ser, de facto, uma alternativa para que muitas famílias possam restabelecer o seu equilíbrio financeiro. É assim, uma forma de contornar a situação de sobreendividamento das famílias portuguesas.

Os cookies permitem-nos optimizar os nossos serviços. Ao utilizar o nosso site, concorda com a nossa política de utilização de cookies. Saiba mais.

Sim, aceito.
Simulação das melhores taxas para Crédito Consolidado!

Simulação das melhores taxas para Crédito Consolidado!

Em menos de 1 minuto, gratuito e sem compromisso.

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por meuportalfinanceiro.pt e pelos nossos Parceiros
SIMULAR

Conjuntura económica faz disparar crédito consolidado

Sobreendividamento das famílias portuguesas não é exclusivo de um grupo sócio-económico.

Por força da baixa literacia financeira que se faz sentir em Portugal por parte dos clientes bancários, aliada à fraca capacidade de gestão do orçamento familiar, faz com que o passivo das famílias cresça cada vez mais, com dívidas em bancos e financeiras diferentes, obedecendo a diferentes prazos e em créditos de tipologia diferente.

 

Em caso de imprevisto ou quebra de rendimento, esta excessiva exposição à dívida poderá ter consequências graves para a situação económico-financeira das famílias, levando em alguns casos até a graves problemas familiares causados pela pressão dos credores e diminuição da qualidade de vida.

 

Nestes casos de incapacidade de fazer face ao cumprimento dos compromissos assumidos, estamos perante situação de sobre endividamento. A consolidação de créditos nesta fase poderá ser uma alternativa importante na prevenção da insolvência das famílias. Com a junção de todos os créditos num só, poderá ser possível diminuir o total a pagar mensalmente e assim devolver alguma estabilidade financeira e alguma recuperação da situação económica da família.

 

Embora aparentemente esta seja uma forma de “poupança”, que pode chegar até aos 60% mensalmente, a verdade é que esta solução deverá ser encarada como uma possibilidade apenas em último recurso. Com a aglomeração de créditos e uma única prestação mais baixa, o que as financeiras e bancos fazem é prolongar o prazo de pagamento. Consequentemente, o valor total a pagar será mais alto no final, devido às taxas de juros e encargos da consolidação.

 

Uma outra opção a ter em conta é a renegociação de dívidas, existindo já no mercado algumas empresas que prestam serviços nesta área. Seja qual for o seu caso, informe-se bem antes de tomar alguma decisão financeira. Embora por vezes a situação já esteja complicada, acredite que pode piorar caso tome outra decisão financeira desajustada. Assim, o Meu Portal Financeiro recomenda que procure fazer uma avaliação financeira do seu caso e desta forma poderá tomar uma decisão adequada às suas necessidades. 

O crédito consolidado pode ajudar em casos de endividamento. Faça a sua simulação. »  

 

Leia também:  

Imóveis penhorados: Relato de um leitor sobre insolvência »

O que acontece às minhas dívidas se eu pedir falência »

 

Maria Garcês
conjuntura económica faz disparar crédito consolidado - Dúvidas e Questões

Maria Garcês Comentado há 12 days 5 months 2 years

Partilhe com a comunidade do Meu Portal Financeiro as suas dúvidas ou opinião.

Receber notificações por email sobres deste tópico?

» Comentar agora! »

Outras respostas: (0)

Estimado usuário, por favor verifique a sua situação económica antes de assumir qualquer compromisso com os nossos parceiros. O Meu Portal Financeiro apenas disponibiliza e actualiza informação financeira, não sendo responsável pelos produtos apresentados. O conteúdo está actualizado até à data mostrada em cada página. Se quiser fazer alguma actualização, por favor envie-nos a sua sugestão para: info@meuportalfinanceiro.pt