• Pesquisar
  • Categorias
  • Registar
  • Login

Funcionários da Câmara Municipal irão receber relógios de 800 euros

De acordo com o Correio da Manhã, 98 funcionários antigos da Câmara Municipal de Almada deverão receber relógios com valor médio de 800€.

Os cookies permitem-nos optimizar os nossos serviços. Ao utilizar o nosso site, concorda com a nossa política de utilização de cookies. Saiba mais.

Sim, aceito.
Procura Instituições de confiança?

Procura Instituições de confiança?

Encontre as soluções mais competitivas no mercado prestadas por Instituições de prestígio em Portugal.

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por meuportalfinanceiro.com
Saber mais

Câmara Municipal de Almada premeia antiguidade com relógios dispendiosos

Funcionários da Câmara Municipal irão receber relógios de 800 euros
  • 98 relógios
  • Investimento de 78.461,16€
A Câmara Municipal de Almada prepara-se para oferecer 98 relógios a funcionários que em breve cumprirão 25 anos de serviço nesta autarquia actualmente dirigida por membros da Coligação Democrática Unitária (CDU).

O contrato, publicado na página dos contratos públicos, tem um valor global de 78 464,16 euros (IVA incluído), isto é, cerca de 800 euros por relógio.

Tal como consta no documento, assinado pelo presidente da Câmara, Joaquim Estêvão Miguel Judas, os 98 relógios, 55 para homem e 43 para mulher, devem ser entregues até 30 de maio e têm garantia de dois anos.

Em declarações ao jornal Correio da Manhã, uma fonte da Câmara Municipal de Almada, que fez questão de referir que se trata de relógios com boa qualidade, informou que Joaquim Judas está apenas a cumprir uma tradição já que "todos os anos os funcionários que cumprem 25 anos são presenteados com um relógio". No ano passado, de acordo com a mesma página dos contratos públicos, esta Câmara comunista gastou 82 mil euros em relógios.

Estes actos levados a cabo pela Câmara Municipal de Almada têm despoletado o descontentamento de alguns munícipes que se queixam que estes gastos são feitos com as taxas e tarifas municipais pagas pelos mesmos.

António Pedro Maco, deputado municipal do CDS, já havia acusado a Câmara de ter «dois pesos e duas medidas», indicando que «não se compreende como é que uma câmara que já veio a público queixar-se do despesismo do estado e dos cortes orçamentais, dizendo que põem em causa obras de reabilitação em várias freguesias do concelho, acumule depois estes gastos perfeitamente supérfluos». O deputado disse ainda ao jornal Sol que «já denunciámos estas situações várias vezes, mas somos sempre acusados de tentar 'estancar' a democracia por criticarmos jantares de agradecimento e outras efemérides do género».

Leia também


Maria Garcês
câmara Municipal de Almada premeia antiguidade com relógios dispendiosos - Dúvidas e Questões

Maria Garcês Comentado há 4 days 5 months 2 years

Partilhe com a comunidade do Meu Portal Financeiro as suas dúvidas ou opinião.

Receber notificações por email sobres deste tópico?

» Comentar agora! »

Outras respostas: (0)

Estimado usuário, por favor verifique a sua situação económica antes de assumir qualquer compromisso com os nossos parceiros. O Meu Portal Financeiro apenas disponibiliza e actualiza informação financeira, não sendo responsável pelos produtos apresentados. O conteúdo está actualizado até à data mostrada em cada página. Se quiser fazer alguma actualização, por favor envie-nos a sua sugestão para: info@meuportalfinanceiro.pt