• Pesquisar
  • Categorias
  • Registar
  • Login

Rendimento Social de Inserção: afinal quem tem direito?

De acordo com o relatório do primeiro semestre da Comissão Nacional do Rendimento Social de Inserção, cerca de 18% das pessoas beneficiárias do Rendimento Social de Inserção (RSI) têm património mobiliário, o que significa que têm poupanças, depósitos, acções.

Os cookies permitem-nos optimizar os nossos serviços. Ao utilizar o nosso site, concorda com a nossa política de utilização de cookies. Saiba mais.

Sim, aceito.
Encontre as melhores soluções do mercado em  Seguros!

Encontre as melhores soluções do mercado em Seguros!

Rápido » 100% gratuito » Sem compromisso »

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por meuportalfinanceiro.com e pelos nossos Parceiros
SIMULAR

A quem se destina afinal, o RSI?

Rendimento Social de Inserção: afinal quem tem direito?

Recorde-se que o Rendimento Social de Inserção (RSI) destina-se a pessoas ou famílias em situação de carência económica grave que assinam um acordo com a Segurança Social onde se comprometem a cumprir o programa de inserção.

 

Segundo o relatório do primeiro semestre da Comissão Nacional do Rendimento Social de Inserção, em Junho, 3,6% da população residente em Portugal, ou seja, 372.632 pessoas recebiam a prestação do RSI.

 

Destas pessoas, quase metade - 42% - 158.309 pessoas tinham outros rendimentos, dos quais 67 mil pessoas tinham património mobiliário, isto é, acções, depósitos ou contas-poupança.

 

Desde Agosto de 2010 que vigoram novas regras para a atribuição de apoios sociais, inclusivé o RSI. Além de se ter alterado o peso que cada elemento da família tem no total de rendimentos, é considerado também um conjunto mais alargado de rendimentos. Outra alteração é que só pode ter acesso ao RSI quem tem património mobiliário inferior a 100,6 mil euros. Para a avaliação dos recursos das famílias é considerado o valor dos rendimentos de capital auferidos ou 5% do valor total do património mobiliário no ano anterior.

 

Para finalizar a análise do relatório desta Comissão que, aliás, será extinta, o que já motivou críticas por parte da CGTP, já que esta prestava acompanhamento contínuo a várias famílias; conclui-se que 666 mil beneficiários perderam o apoio, 162 mil pessoas regressaram a esta prestação e em média, cada família recebe 243 euros e cada beneficiário recebe 88 euros.

 

Esta Comissão explica que os motivos que levam a que muitos continuem a receber este apoio é o facto dos planos de inserção não surtirem o efeito desejado, além disso, motivos como o desemprego e a saúde, explicam a grave carência de muitas pessoas.

 

Maria Garcês
a quem se destina afinal, o RSI? - Dúvidas e Questões

Maria Garcês Comentado há 23 days 3 years

Partilhe com a comunidade do Meu Portal Financeiro as suas dúvidas ou opinião.

Receber notificações por email sobres deste tópico?

» Comentar agora! »

Outras respostas: (0)

Estimado usuário, por favor verifique a sua situação económica antes de assumir qualquer compromisso com os nossos parceiros. O Meu Portal Financeiro apenas disponibiliza e actualiza informação financeira, não sendo responsável pelos produtos apresentados. O conteúdo está actualizado até à data mostrada em cada página. Se quiser fazer alguma actualização, por favor envie-nos a sua sugestão para: info@meuportalfinanceiro.pt