• Pesquisar
  • Categorias
  • Registar
  • Login

Escalões de IRS

Os cinco escalões de IRS e a sobretaxa extraordinária significaram um “enorme aumento de impostos”. Duas medidas que se vão manter em 2014

Os cookies permitem-nos optimizar os nossos serviços. Ao utilizar o nosso site, concorda com a nossa política de utilização de cookies. Saiba mais.

Sim, aceito.
Simulação das melhores taxas para Crédito Pessoal!

Simulação das melhores taxas para Crédito Pessoal!

Em menos de 1 minuto, gratuito e sem compromisso.

12
96

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por meuportalfinanceiro.com e pelos nossos Parceiros
SIMULAR

IRS – escalões em 2014

Escalões de IRS
  • Os escalões de IRS em 2014
  • A sobretaxa extraordinária de IRS
Vitor Gaspar, então ministro das Finanças, anunciou em 2012 um "enorme aumento de impostos". No ano seguinte, os portugueses começaram a sentir (ainda mais) os efeitos das políticas de austeridade. Se o salário de muitos já era curto no final do mês ... ficou ainda mais reduzido.

De entre as várias medidas decididas na altura (quase todas ainda se mantêm em vigor) destaque para duas:

  • Escalões de IRS (que passaram a ser cinco)
  • Sobretaxa extraordinária de IRS

Escalões de IRS

São cinco os escalões de IRS que se aplicam sobre os rendimentos auferidos em 2013 e que se mantêm este ano:

Sobre estes escalões, importa assinalar:

  • A "taxa aplicável" refere-se ao montante da coluna "rendimento anual". Por exemplo, para um salário de 10.000 Euros por ano, a taxa a pagar será a seguinte: até 7.000 Euros 14,50% e para os restantes 3.000 Euros 28,50%. Daí a indicação da taxa média;
  • Para os contribuintes do último escalão (mais de 80.000 Euros), mantém-se a taxa de solidariedade: 2,5% para valores até 250.000 Euros e 5% para rendimentos superiores.

Sobretaxa extraordinária de IRS

A segunda medida mais significativa no impacto que teve sobre os salários dos portugueses foi a sobretaxa extraordinária de IRS que, como o próprio nome indica, é extraordinária. Ou seja, prevê-se que não dure para sempre. O certo é que se vai manter em 2014.

Aplica-se tanto a trabalhadores do setor público como do setor privado e tem o valor de 3,5%. Isentos apenas os rendimentos inferiores ao salário mínimo nacional (485 Euros). O cálculo da sobretaxa extraordinária de IRS é simples:

  • Considerar o salário bruto retirando do seu valor o IRS a pagar e os descontos para a Segurança Social
  • Diminuir a esse valor 485 Euros (referentes ao salário mínimo nacional)
  • Sobre o valor restante deverá então incidir-se os 3,5%, taxa a pagar ao Estado

Leia também
Maria Garcês
iRS – escalões em 2014 - Dúvidas e Questões

Maria Garcês Comentado há 7 days 5 months 2 years

Partilhe com a comunidade do Meu Portal Financeiro as suas dúvidas ou opinião.

Receber notificações por email sobres deste tópico?

» Comentar agora! »

Outras respostas: (0)

Estimado usuário, por favor verifique a sua situação económica antes de assumir qualquer compromisso com os nossos parceiros. O Meu Portal Financeiro apenas disponibiliza e actualiza informação financeira, não sendo responsável pelos produtos apresentados. O conteúdo está actualizado até à data mostrada em cada página. Se quiser fazer alguma actualização, por favor envie-nos a sua sugestão para: info@meuportalfinanceiro.pt