• Pesquisar
  • Categorias
  • Registar
  • Login

Primeiro Ministro quer manter posição maioritária

O líder do PSD defende que a maioria do capital do grupo Caixa Geral de Depósitos a nível de seguros e hospitais devia ser vendido, assim como a privatização até um máximo de 49%, mantendo na mesma a participação do Estado como maioritária.

Os cookies permitem-nos optimizar os nossos serviços. Ao utilizar o nosso site, concorda com a nossa política de utilização de cookies. Saiba mais.

Sim, aceito.
Seguro Automóvel à medida do seu carro...e do seu bolso!

Seguro Automóvel à medida do seu carro...e do seu bolso!

Compare os melhores LowCost de Luxo. Grátis e sem compromisso.

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por meuportalfinanceiro.com e pelos nossos Parceiros
SIMULAR

Vender seguros e hospitais da CGD estão nos planos de Passos Coelho

Primeiro Ministro quer manter posição maioritária

Passos Coelho defende que a participação do Estado nas empresas deve diminuir pois acredita que o Estado não pode suportar empresas "que duplicam prejuízos em 4 anos".

Quanto à questão especifica da CGD - Caixa Geral de Depósitos, o líder do PSD reforça a ideia que o grupo deve "sair rapidamente de áreas que não têm a ver com o essencial da sua intervenção mais financeira: deve poder alienar uma parte dos seguros e dos hospitais". Acredita-se que tanto a área seguradora como a de saúde devem ser vendidas.

Além desta questão da Caixa, Passos Coelho considera que até agora as medidas de austeridade aplicaram-se às famílias e às empresas, mas agora também o Estado deve submeter-se a estas medidas.

Confrontado com o argumento que não se aceitaram as medidas do PEC 4 e que agora com o FMI vão ser medidas bem mais duras, o líder responde que tentará negociar uma austeridade "centrada no Estado", pois não podemos penalizar as empresas, que essas sim, "criam crescimento e não o Estado".

Apesar do programa do PSD ainda não ter sido divulgado, existem dois aspectos do programa que já são conhecidos, um "programa emergência social (para apoiar os mais jovens e mais idosos em risco) e uma estratégia de médio e longo prazo de aposta na economia e na poupança pública".

O PSD aproveita para lançar o apelo ao voto e reafirma que só existem condições para o PSD governar se for com maioria absoluta, pois de outra forma não se consegue implementar um programa de recuperação económica. Deixa também no ar que aceita coligações com o CDS e até o PS, excepto José Sócrates.

No dia 5 de Junho veremos o desfecho desta história. O importante é que como cidadãos sejamos responsáveis ao ponto de exercermos o nosso direito de voto, mas também um dever que nos assiste como portugueses.

Maria Garcês
vender seguros e hospitais da CGD estão nos planos de Passos Coelho - Dúvidas e Questões

Maria Garcês Comentado há 20 days 2 months 3 years

Partilhe com a comunidade do Meu Portal Financeiro as suas dúvidas ou opinião.

Receber notificações por email sobres deste tópico?

» Comentar agora! »

Outras respostas: (0)

Estimado usuário, por favor verifique a sua situação económica antes de assumir qualquer compromisso com os nossos parceiros. O Meu Portal Financeiro apenas disponibiliza e actualiza informação financeira, não sendo responsável pelos produtos apresentados. O conteúdo está actualizado até à data mostrada em cada página. Se quiser fazer alguma actualização, por favor envie-nos a sua sugestão para: info@meuportalfinanceiro.pt