• Pesquisar
  • Categorias
  • Registar
  • Login

ornado de Tomar - À espera do fundo de emergência

Prevê-se uma espera de cerca de 10 meses pelo fundo de emergência

Os cookies permitem-nos optimizar os nossos serviços. Ao utilizar o nosso site, concorda com a nossa política de utilização de cookies. Saiba mais.

Sim, aceito.
Encontre as melhores soluções do mercado em  Seguros!

Encontre as melhores soluções do mercado em Seguros!

Rápido » 100% gratuito » Sem compromisso »

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por meuportalfinanceiro.com e pelos nossos Parceiros
SIMULAR

Tornado de Tomar - À espera do fundo de emergência

ornado de Tomar - À espera do fundo de emergência

O Governo já accionou ontem o fundo de emergência municipal de forma a enfrentar as consequências do tornado que afectou  Tomar, Ferreira de Zêzere e Sertã, danos que já ascendem aos 15 milhões de euros.

Experiências anteriores mostram que que o apoio do Governo vai demorar cerca de 10 meses. Recorde-se o temporal de 23 de Dezembro de 2009 que também levou o Governo a accionar o fundo de emergência municipal em alguns concelhos do distrito de Santarém que só receberam os referidos apoios em Outubro deste ano.

As seguradoras Açoreana e Global Seguros encaminharam peritos ao local para efectuar uma rápida avaliação dos prejuízos causados o que vai tornar possivel o pagamento de indemnizações aos sinistrados num curto prazo de tempo, aliás em tempo recorde, já que vão ser efectuadas as devidas compensações num espaço de 48 horas.

Aliás, já começou ontem o pagamento das indemnizações que segundo a companhia de seguros já chegam aos 500.000 euros mas é bem possivel chegar a 1 milhão.

Nesta altura o principal a fazer é reparar os danos o mais rápido possível , em que a prioridade é tapar os telhados que ainda não estão totalmente reparados para evitar estragos maiores devido à chuva.

Segundo jacinto Lopes, presidente da Câmara de Ferreira do Zêzere, "as câmaras municipais, numa situação como esta, têm de se chegar à frente, avançar com os trabalhos e assumir a reparação dos danos nas estruturas municipais, pois têm a garantia de que irão ser apoiadas pelos prejuízos sofridos".

Carlos Catalão, chefe de gabinete da governadora civil de Santarém, afirma que felizmente "as câmaras municipais estão a intervir com realismo, fazendo o que tem de ser feito, independentemente dos processos burocráticos relacionados com os apoios do Governo".

 

Maria Garcês
tornado de Tomar - À espera do fundo de emergência - Dúvidas e Questões

Maria Garcês Comentado há 7 days 5 months 2 years

Partilhe com a comunidade do Meu Portal Financeiro as suas dúvidas ou opinião.

Receber notificações por email sobres deste tópico?

» Comentar agora! »

Outras respostas: (0)

Estimado usuário, por favor verifique a sua situação económica antes de assumir qualquer compromisso com os nossos parceiros. O Meu Portal Financeiro apenas disponibiliza e actualiza informação financeira, não sendo responsável pelos produtos apresentados. O conteúdo está actualizado até à data mostrada em cada página. Se quiser fazer alguma actualização, por favor envie-nos a sua sugestão para: info@meuportalfinanceiro.pt