• Pesquisar
  • Categorias
  • Registar
  • Login

Novas propostas para o sector da Agricultura

O Ministério da Agricultura já recebeu as propostas de revisão do sistema de seguros agrícolas, as quais vão ser analisadas e discutidas com outros sectores.

Os cookies permitem-nos optimizar os nossos serviços. Ao utilizar o nosso site, concorda com a nossa política de utilização de cookies. Saiba mais.

Sim, aceito.
Encontre as melhores soluções do mercado em  Seguros!

Encontre as melhores soluções do mercado em Seguros!

Rápido » 100% gratuito » Sem compromisso »

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por meuportalfinanceiro.com
SIMULAR

Seguros: Novas regras para a Agricultura a partir de 2011

Novas propostas para o sector da Agricultura

As propostas de revisão dos seguros agrícolas, medida inscrita no Orçamento do Estado, já se encontram no Ministério da Agricultura para serem analisadas.

As propostas foram apresentadas pelo grupo de trabalho dos seguros agrícolas, composto pelos representantes dos agricultores - CAP (Confederação dos Agricultores de Portugal) e Confagri (Confederação Nacional das Cooperativas Agrícolas e do Crédito Agrícola de Portugal); além disso, o grupo de trabalho também era constituído por representantes das seguradoras e do Governo.

O ministro da Agricultura - António Serrano - vai discutir estas propostas com os sectores dos seguros e da agricultura.

Uma das medidas propostas é que exista uma comparticipação do Estado nos seguros florestais e na pecuária.

O que muitas vezes está em causa é o custo elevado dos seguros relativamente aos rendimentos obtidos, o que leva a que haja uma fraca adesão ao sistema Bonificado de seguros agrícolas - SIPAC (Sistema Integrado de Protecção Contra as Aleatoriedades Climáticas), o qual exige uma revisão, de forma a estar coerente com o sistema actual vigente.

A Comissão Europeia também está atenta a estas situações e tem em vista a criação de um sistema de seguros de rendimentos, prevista nas propostas de reforma da PAC (Política Agrícola Comum) após 2013.

São cerca de 90% os agricultores seguros, sendo que na sua maioria são constituídos por viticultores exactamente porque cultivam em zonas arriscadas e de acordo com o IFAP (Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas) a vinha apresenta um valor médio de 2.500€ por hectare.

Aguns dos riscos cobertos pelos seguros são o incêndio, neve, granizo, tornado, no entanto, uma questão que se coloca é não estarem abrangidos riscos a que muitos agricultores estão sujeitos; além disso, existe a necessidade de rever o sistema de seguros pois vão aparecendo novos riscos como as alterações a nível da temperatura e a subida do nível do mar, que exigem uma revisão ao sistema de seguros.

Maria Garcês
seguros: Novas regras para a Agricultura a partir de 2011 - Dúvidas e Questões

Maria Garcês Comentado há 17 days 5 months 3 years

Partilhe com a comunidade do Meu Portal Financeiro as suas dúvidas ou opinião.

Receber notificações por email sobres deste tópico?

» Comentar agora! »

Outras respostas: (0)

Estimado usuário, por favor verifique a sua situação económica antes de assumir qualquer compromisso com os nossos parceiros. O Meu Portal Financeiro apenas disponibiliza e actualiza informação financeira, não sendo responsável pelos produtos apresentados. O conteúdo está actualizado até à data mostrada em cada página. Se quiser fazer alguma actualização, por favor envie-nos a sua sugestão para: info@meuportalfinanceiro.pt