• Pesquisar
  • Categorias
  • Registar
  • Login

8 anos depois sai a sentença

Apesar de raro, mesmo depois de processo-crime ser arquivado, a Justiça puniu a seguradora Fidelidade-Mundial a pagar uma indemnização de 120 mil euros aos pais de uma criança, vítima mortal de atropelamento, considerando o condutor culpado.

Os cookies permitem-nos optimizar os nossos serviços. Ao utilizar o nosso site, concorda com a nossa política de utilização de cookies. Saiba mais.

Sim, aceito.
Seguro Automóvel à medida do seu carro...e do seu bolso!

Seguro Automóvel à medida do seu carro...e do seu bolso!

Compare os melhores LowCost de Luxo. Grátis e sem compromisso.

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por meuportalfinanceiro.com e pelos nossos Parceiros
SIMULAR

Seguradora paga 120 mil euros de indemnização

8 anos depois sai a sentença

A história remonta a 2003, quando Hildeberto, uma criança de 6 anos brincava perto de casa em Massamá com amigos e o irmão, e foi atropelado.

O processo-crime foi arquivado em 2005 pelo Ministério Público que não considerou que existissem provas suficientes para acusar o condutor.

Agora que foi declarada nova sentença, o advogado defende que o Ministério Público tudo fez para arquivar o caso, e tanto é que ignorou o relatório da autópsia que indica que criança faleceu de traumatismo craniano devido ao embate, quando o condutor na altura do julgamento afirmou que a criança morreu porque se colocou debaixo do automóvel para ir buscar a bola e então acabou por ser esmagado pelo pneu.

De acordo com o advogado de defesa, agora satisfeito com o desfecho, "houve homicídio por negligência e teria de ser julgado". Esta é a sentença final, até porque a seguradora Fidelidade-Mundial não recorreu desta decisão e vai pagar a indemnização.

Na decisão do Tribunal Cível de Sintra podemos ver que "houve "violação do dever geral de prudência na condução", já que o condutor não confirmou se à sua frente circulava algum peão, considerando provada a culpa do condutor.

Este é um daqueles casos que marcam porque o valor de 120 mil euros de indemnização é um montante elevado e porque em Portugal não é muito comum após o arquivo de um processo-crime, ser atribuída responsabilidade cível. É pena é ainda ser bastante lenta a nossa justiça, já que só 8 anos depois é que saiu a sentença.

Maria Garcês
seguradora paga 120 mil euros de indemnização - Dúvidas e Questões

Maria Garcês Comentado há 7 days 5 months 2 years

Partilhe com a comunidade do Meu Portal Financeiro as suas dúvidas ou opinião.

Receber notificações por email sobres deste tópico?

» Comentar agora! »

Outras respostas: (0)

Estimado usuário, por favor verifique a sua situação económica antes de assumir qualquer compromisso com os nossos parceiros. O Meu Portal Financeiro apenas disponibiliza e actualiza informação financeira, não sendo responsável pelos produtos apresentados. O conteúdo está actualizado até à data mostrada em cada página. Se quiser fazer alguma actualização, por favor envie-nos a sua sugestão para: info@meuportalfinanceiro.pt