• Pesquisar
  • Categorias
  • Registar
  • Login

Ainda haverá capacidade para manter estas regalias?

São seguros, folgas extra, prémios, viagens, as principais regalias nas empresas públicas aos seus trabalhadores. Será que ainda há capacidade para manter estas regalias? Que impacto terão estas regalias e qual será o seu valor anual? Alguns destes privilégios vêm ainda do antigo regime. Será que com as medidas de austeridade, estes privilégios vão chegar ao fim?

Os cookies permitem-nos optimizar os nossos serviços. Ao utilizar o nosso site, concorda com a nossa política de utilização de cookies. Saiba mais.

Sim, aceito.
Proteja-se e à sua família com um Seguro de Saúde!

Proteja-se e à sua família com um Seguro de Saúde!

Não poupe na saúde, poupe no seguro! Simulação gratuita e sem compromisso.

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por meuportalfinanceiro.com e pelos nossos Parceiros
Quero poupar!

Regalias nas empresas públicas

Ainda haverá capacidade para manter estas regalias?

Segundo um relatório dos Técnicos Oficiais de Contas, as empresas públicas ou sob a alçada do Estado devem já mais de 38 mil milhões de euros. Além disso, revela também o documento que as administrações têm de reduzir as despesas em 15% e que cortaram 10% nos salários. Ora, manter regalias como viagens grátis, seguros, ou privilégios que se estendem a familiares é até um pouco ridiculo.

De forma a garantir um bom ambiente e porque esta é uma prática que já vem do antigo regime, foram sendo estabelecidos acordos entre as empresas e os sindicatos que compensavam a falta de aumento salarial.

Ficam aqui alguns exemplos das regalias praticadas pelas empresas públicas, Carris, TAP, CP, Metropolitano de Lisboa:

 

Mensalmente existe uma folga extra para tratar de assuntos pessoais, além de uma folga extra no dia do aniversário; Seguro de saúde e no caso de baixa é dado um complemento do subsídio de doença até ao valor do ordenado, livre de impostos; Viagens grátis para colaboradores, filhos e pais dos colaboradores; Mais dias de férias, prémios de assuidade, refeitórios com refeições a preços bem mais baixos, além de parte do infantário ser garantido pela empresa.

 

Tendo em conta as medidas extremas que têm sido tomadas, é provável que esteja breve o momento de acabar com algumas das benesses, até porque as empresas não vão conseguir manter regalias aos colaboradores que já não são financeiramente suportáveis.

 

Maria Garcês
regalias nas empresas públicas - Dúvidas e Questões

Maria Garcês Comentado há 17 days 3 months 3 years

Partilhe com a comunidade do Meu Portal Financeiro as suas dúvidas ou opinião.

Receber notificações por email sobres deste tópico?

» Comentar agora! »

Outras respostas: (0)

Estimado usuário, por favor verifique a sua situação económica antes de assumir qualquer compromisso com os nossos parceiros. O Meu Portal Financeiro apenas disponibiliza e actualiza informação financeira, não sendo responsável pelos produtos apresentados. O conteúdo está actualizado até à data mostrada em cada página. Se quiser fazer alguma actualização, por favor envie-nos a sua sugestão para: info@meuportalfinanceiro.pt