• Pesquisar
  • Categorias
  • Registar
  • Login

Segurança em caso de desemprego ou doença

O Barclays lança o primeiro seguro de protecção de despesas pessoais, o primeiro seguro que paga a luz, a água e a escola dos seus filhos no caso de desemprego ou doença, além de lhe pagar a diferença entre o subsídio de desemprego e valor dos últimos salários.

Os cookies permitem-nos optimizar os nossos serviços. Ao utilizar o nosso site, concorda com a nossa política de utilização de cookies. Saiba mais.

Sim, aceito.
Encontre as melhores soluções do mercado em  Seguros!

Encontre as melhores soluções do mercado em Seguros!

Rápido » 100% gratuito » Sem compromisso »

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por meuportalfinanceiro.com e pelos nossos Parceiros
SIMULAR

Primeiro seguro de despesas pessoais

Segurança em caso de desemprego ou doença

Completamente inovador, surge em Portugal o primeiro seguro de protecção de despesas pessoais, lançado pelo Barclays, o qual oferece uma garantia adicional em caso de ficar temporariamente impossibilitado de trabalhar, quer por desemprego, quer por doença. 

Sem necessidade de apresentar comprovativos ou facturas, pode no máximo ter que esperar alguns meses para receber o pagamento da seguradora.

Mediante o pagamento mensal de 9,76€, no minimo, dependendo sempre das coberturas que contratar, no caso de desemprego involuntário ou doença, o Barclays paga montantes mensais entre 250, 500 ou 750 euros, consoante a sua apólice.

O periodo de carência é de 3 meses, excepto no caso de doença que passa para um mês ou no caso de acidente que não tem periodo de carência.

O período máximo de pagamentos por sinistro é de cinco meses - um mês em caso de hospitalização - findos os quais, só poderá voltar a activar o seguro passados 12 meses, ou seis meses em caso de hospitalização. 

Este seguro tem a particularidade de praticar uma franquia temporal e não baseada em percentagens ou valores. No caso de hospitalização, o período de franquia será de sete dias, não havendo lugar a franquia em caso de incapacidade temporária por acidente. Em caso de incapacidade temporária por doença ou desemprego involuntário terá de aguardar dois meses até receber o primeiro pagamento do seguro, o qual é realizado ao terceiro mês com retroactivos. Isto porque, segundo o banco, o desemprego ou o estado de doença pode ser apenas algo temporário, de 15 dias ou um mês, não havendo lugar à activação do seguro nestas situações.

 

Maria Garcês
primeiro seguro de despesas pessoais - Dúvidas e Questões

Maria Garcês Comentado há 4 days 5 months 2 years

Partilhe com a comunidade do Meu Portal Financeiro as suas dúvidas ou opinião.

Receber notificações por email sobres deste tópico?

» Comentar agora! »

Outras respostas: (0)

Estimado usuário, por favor verifique a sua situação económica antes de assumir qualquer compromisso com os nossos parceiros. O Meu Portal Financeiro apenas disponibiliza e actualiza informação financeira, não sendo responsável pelos produtos apresentados. O conteúdo está actualizado até à data mostrada em cada página. Se quiser fazer alguma actualização, por favor envie-nos a sua sugestão para: info@meuportalfinanceiro.pt