• Pesquisar
  • Categorias
  • Registar
  • Login

Portugueses não suportam todas as suas dívidas

São já milhares de portugueses que não têm como pagar contas básicas como a da luz, água e só num ano foram já abertos 291 mil processos por incumprimento de prestações. Torna-se cada vez mais urgente definir estratégias para os portugueses conseguirem poupar e preocuparem-se mais com o essencial e menos com o acessório, de forma a ser possível pagarem as suas despesas tendo em conta os rendimentos.

Os cookies permitem-nos optimizar os nossos serviços. Ao utilizar o nosso site, concorda com a nossa política de utilização de cookies. Saiba mais.

Sim, aceito.
Encontre as melhores soluções do mercado em  Seguros!

Encontre as melhores soluções do mercado em Seguros!

Rápido » 100% gratuito » Sem compromisso »

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por meuportalfinanceiro.com e pelos nossos Parceiros
SIMULAR

Pagar dívidas é cada vez mais difícil

Portugueses não suportam todas as suas dívidas

É cada vez mais difícil fazer face às despesas normais de cada mês. Muitas são já as famílias que não conseguem pagar telefone, água ou a luz.

Segundo dados referentes ao período entre Abril de 2009 e Junho de 2010, foram abertos 291 mil processos para cobrança de dívidas por diversas empresas.

Geralmente, as empresas que abrem este tipo de processos são os bancos, as seguradoras, as instituições de crédito e as empresas prestadoras de serviços públicos considerados essenciais, como a água e luz.

Se entre 2009 e 2010 era este o panorama, com o Orçamento apertado que foi aprovado para este ano espera-se um aumento neste número e que até já se comece a sentir logo no início do ano. Para já, a maioria das dívidas refere-se a dívidas com valores abaixo dos 500 euros.

Com os rendimentos a diminuir para muitas famílias, principalmente para quem é funcionário público, e as despesas a aumentar, é complicado fazer frente a tantos aumentos.

Além do aumento dos preços nos bens essenciais, vão aumentar as taxas cobradas por recorrer a serviços públicos.

O Estado vai arrecadar cerca de 2,5 mil milhões de euros, o que significa que as famílias vão pagar 650 euros só em taxas. Falamos, por exemplo, do preço do cartão do cidadão que aumentou de 10€ para 15€, ou o atestado médico necessário à renovação da carta de condução que passou dos 17€ para os 20€, entre outros serviços públicos.

A verdade é que a vida em Portugal está muito cara e é inevitável uma urgente alteração nos comportamentos e começar a poupar, para ser conseguida uma boa gestão do orçamento familiar.

Maria Garcês
pagar dívidas é cada vez mais difícil - Dúvidas e Questões

Maria Garcês Comentado há 7 days 5 months 2 years

Partilhe com a comunidade do Meu Portal Financeiro as suas dúvidas ou opinião.

Receber notificações por email sobres deste tópico?

» Comentar agora! »

Outras respostas: (0)

Estimado usuário, por favor verifique a sua situação económica antes de assumir qualquer compromisso com os nossos parceiros. O Meu Portal Financeiro apenas disponibiliza e actualiza informação financeira, não sendo responsável pelos produtos apresentados. O conteúdo está actualizado até à data mostrada em cada página. Se quiser fazer alguma actualização, por favor envie-nos a sua sugestão para: info@meuportalfinanceiro.pt