• Pesquisar
  • Categorias
  • Registar
  • Login

Geração dos 1000€ é agora geração dos 600€-700€

A crise tem trazido mais desemprego e salários mais baixos aos jovens portugueses. É necessário políticas que invertam esta tendência. Rapidamente!

Os cookies permitem-nos optimizar os nossos serviços. Ao utilizar o nosso site, concorda com a nossa política de utilização de cookies. Saiba mais.

Sim, aceito.
Não perca a actualidade da Diário Económico em Portugal!

Não perca a actualidade da Diário Económico em Portugal!

Conheça a Diário Económico e financeira nacional com notícias e artigos financeiros.

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por meuportalfinanceiro.com
NewsLetter

Jovens enfrentam elevado desemprego e baixos salários

Geração dos 1000€ é agora geração dos 600€-700€
  • Desemprego jovem em 37.7%
  • 60% dos jovens empregados com vínculos precários
  • Salário médio dos empregados por conta de outrem é de 515€
No passado foi cunhada a expressão "geração dos 1.000€", uma alusão à generalidade dos jovens que recebe salários muito baixos, apesar do seu nível de habilitações académicas ter aumentado significativamente.

Apesar de algumas melhorias no mercado de trabalho nos últimos meses, existem alguns dados estatísticos muito preocupantes e que devem fazer pensar:

  • Taxa de desemprego jovem é de 37.7%, uma das mais elevadas taxas de desemprego jovem na Europa;
  • 60% dos empregados têm vínculos laborais precários (recibos verdes ou contratos a prazo)

Ao nível salarial, os dados são também preocupantes


  • Salário médio dos empregados por conta de outrem é de 515€;
  • Apenas 4% dos empregados recebe mais de 900€ mensais

Em poucas palavras, a tal geração dos 1.000€ passou a ser a geração dos 600€ ou 700€. Infelizmente, contudo, as perspetivas não são as mais animadoras, o que tem levado muitos jovens a imigrar. Na prática, a crise económica tem traduções várias:

  • Mais desemprego
  • Menor nível de contratações, que afeta principalmente os jovens;
  • Menores níveis salariais;
  • Contratos mais precários (daí ser necessária alguma flexibilização do mercado de trabalho)

Os jovens são dos mais afetados por esta crise e são também os mais dispostos a arriscar. Aliás, vários movimentos têm sido criados para protestar por mais políticas que promovam a criação de emprego e condições de vida dignas, quer em Portugal quer nos restantes países da Europa.

Por que não voltarmo-nos para o empreendedorismo?


Os jovens de hoje são mais informados, flexíveis e dinâmicos que os jovens do passado. A realidade assim o exige e o contacto com o mundo exterior (muito potenciado pelas tecnologias) leva a novas formas de olhar o mundo. E olhar o mercado de trabalho.

São hoje muitos os exemplos de empreendedorismo jovem. Jovens que não esperam que os outros lhes deem emprego mas antes lutam por criar os seus empregos. A luta pelo desemprego terá de se intensificar rapidamente.

Maria Garcês
jovens enfrentam elevado desemprego e baixos salários - Dúvidas e Questões

Maria Garcês Comentado há 19 days 4 months 3 years

Partilhe com a comunidade do Meu Portal Financeiro as suas dúvidas ou opinião.

Receber notificações por email sobres deste tópico?

» Comentar agora! »

Outras respostas: (0)

Estimado usuário, por favor verifique a sua situação económica antes de assumir qualquer compromisso com os nossos parceiros. O Meu Portal Financeiro apenas disponibiliza e actualiza informação financeira, não sendo responsável pelos produtos apresentados. O conteúdo está actualizado até à data mostrada em cada página. Se quiser fazer alguma actualização, por favor envie-nos a sua sugestão para: info@meuportalfinanceiro.pt