• Pesquisar
  • Categorias
  • Registar
  • Login

Consolidação de dívidas: Tudo o que deve saber

A consolidação de dívidas é um processo simples, mas mesmo assim deverá ser encarado com muita seriedade. Siga as nossas dicas e esteja pronto para tudo.

Os cookies permitem-nos optimizar os nossos serviços. Ao utilizar o nosso site, concorda com a nossa política de utilização de cookies. Saiba mais.

Sim, aceito.
Simulação das melhores taxas para Crédito Consolidado!

Simulação das melhores taxas para Crédito Consolidado!

Em menos de 1 minuto, gratuito e sem compromisso.

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por meuportalfinanceiro.pt e pelos nossos Parceiros
SIMULAR

Dicas sobre consolidação de dívidas

Consolidação de dívidas: Tudo o que deve saber
  • E quando as dificuldades aumentam, é hora de agir.
Juntar todos os seus créditos num só poderá parecer algo muito apetecível para uma grande fatia dos portugueses, mergulhados num mar de dívidas.

No entanto, a consolidação de dívidas não é para todos e existem algumas dicas que não devem ser descurados. Aproveite as nossas dicas e não se deixe levar por falsas promessas. 

Dicas para fazer um Crédito Consolidado


- Ajuda dos especialistas
Se acha que a consolidação de dívidas é algo muito complexo, saiba que existem empresas especializadas nestes processos e que estão à sua disposição para o apoiar em todo o processo.

Quem sabe não descobre, ao contactar estas empresas, que afinal apenas necessita de uma organização do seu orçamento familiar ao invés da consolidação de dívidas?

- Evite surpresas 
Opte sempre por empresas (bancos ou entidades financeiras) idóneas e que ofereçam alguma segurança. Desta forma, terá mais facilidade em evitar surpresas desagradáveis, como é o caso de pagamento de custos adicionais ou comissões exorbitantes.

- Procure ajuda antes do incumprimento 
A consolidação de dívidas é uma ferramenta interessante mas está disponível apenas para famílias cujos créditos não estão em incumprimento. Ou seja, se o seu nome fizer já parte da lista negra do banco de Portugal, não conseguirá utilizar esta opção.

Opte por outros serviços, como a renegociação de dívidas ou mesmo a insolvência pessoal.

- Utilize a sua casa
Ao realizar uma consolidação de dívidas com hipoteca está a dar ao banco uma garantia real de que a dívida que está agora a contrair irá ser saldada. Assim, dê a sua casa como garantia e baixe significativamente os juros do novo crédito.

Poderá também juntar na mesma prestação, o valor mensal que paga pela sua casa. Ou seja, faça uma consolidação de dívidas, incluindo o crédito habitação. Apesar de o valor total do crédito ser o maior, a prestação mensal será significativamente menor.

- Quanto maior é o salto, maior é a queda 
Quanto maior for o seu limite de endividamento, menor será a taxa de poupança através da consolidação das dívidas. Ou seja, se tiver muitos créditos para consolidar e valor muito altos, a poupança relativa poderá rondar os 35%.
Em contrapartida, se tiver poucos créditos e de valores menos significativos, a consolidação de dívidas poderá render-lhe poupanças mensais na ordem dos 60%.

- A verdade e só a verdade
Deverá, sempre, prestar declarações e fornecer os dados corretos e verdadeiros porque isso irá garantir o equilíbrio das suas finanças e o seu futuro. Não oculte dados ou situações porque, de facto, isso pode sair-lhe demasiado caro.

- Analise todas as propostas
Nunca deixe de analisar várias propostas de consolidação de dívidas. A chave para o sucesso desta solução é precisamente encontrar o produto certo para as suas necessidades. Não opte pela primeira proposta, analise várias e escolha a melhor.

- Seja consciente
Acima de tudo, a melhor dica para consolidação de créditos é a sua consciência. Não se deixe levar por promessas e saiba que os milagres, neste caso concreto, não existem e, portanto, todos os créditos que contrate terão que ser pagos.

Leia também:
Maria Garcês
dicas sobre consolidação de dívidas - Dúvidas e Questões

Maria Garcês Comentado há 8 days 5 months 2 years

Partilhe com a comunidade do Meu Portal Financeiro as suas dúvidas ou opinião.

Receber notificações por email sobres deste tópico?

» Comentar agora! »

Outras respostas: (0)

Estimado usuário, por favor verifique a sua situação económica antes de assumir qualquer compromisso com os nossos parceiros. O Meu Portal Financeiro apenas disponibiliza e actualiza informação financeira, não sendo responsável pelos produtos apresentados. O conteúdo está actualizado até à data mostrada em cada página. Se quiser fazer alguma actualização, por favor envie-nos a sua sugestão para: info@meuportalfinanceiro.pt