• Pesquisar
  • Categorias
  • Registar
  • Login

Famílias exigem indemnizações

Mestres de barcos são acusados de homicídios por negligência e familiares de uma das vítimas já moveram uma acção para pedir uma indemnização de quase 484 mil euros. Infelizmente, tratou-se de um acidente que provocou a morte de três pessoas, entre elas uma criança.

Os cookies permitem-nos optimizar os nossos serviços. Ao utilizar o nosso site, concorda com a nossa política de utilização de cookies. Saiba mais.

Sim, aceito.
Encontre as melhores soluções do mercado em  Seguros!

Encontre as melhores soluções do mercado em Seguros!

Rápido » 100% gratuito » Sem compromisso »

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por meuportalfinanceiro.com e pelos nossos Parceiros
SIMULAR

De acidente de trabalho a homicídio por negligência

Famílias exigem indemnizações

O caso remonta a 27 de Setembro de 2009, que provocou a morte de três pessoas, entre elas uma criança, acidente este que ocorreu na ria de Aveiro.

 

Os arguidos sãos os mestres que, na altura, pilotavam duas embarcações  de "boca-a-aberta" de sete metros de comprimento por conta de operadores licenciados para serviços de táxi marítimo.

 

O acidente ocorreu em S. Jacinto, no fim de uma madrugada com bastante nevoeiro, provocando a morte de  Manuel Sousa com 65 anos de Alfena-Valongo, Sérgio Caldas de 41 anos, de S. João da Madeira e o rapaz Hélder Gaspar de 12 anos, de Vila Nova de Gaia.  

 

Os mestres de barcos foram acusados pelo Ministério Público (MP) da Comarca do Baixo Vouga, pelos crimes de homicídio por negligência.

 

Para formar tal acusação, o Ministério Público contou com o apoio da  Polícia Marítima, que com as suas investigações concluiu que as causas do acidente residem no excesso de velocidade e o desrespeito das bóias do canal de navegação que as condições climatéricas adversas não recomendariam.

 

Além desta acusação, os operadores podem ainda incorrer em contra-ordenações, pelo facto de um dos barcos navegar com excesso de tripulação. Já o outro barco, pelo contrário, por não navegar com a tripulação mínima obrigatória.

 

Seja qual for o resultado do processo-crime, familiares de uma das vítimas, vão assim mesmo, avançar com um processo a reclamar o pagamento de uma indemnização de perto de 484 mil euros, contra os mestres de barcos, uma seguradora, assim como o Estado Português.

Maria Garcês
de acidente de trabalho a homicídio por negligência - Dúvidas e Questões

Maria Garcês Comentado há 1 days 9 months 2 years

Partilhe com a comunidade do Meu Portal Financeiro as suas dúvidas ou opinião.

Receber notificações por email sobres deste tópico?

» Comentar agora! »

Outras respostas: (0)

Estimado usuário, por favor verifique a sua situação económica antes de assumir qualquer compromisso com os nossos parceiros. O Meu Portal Financeiro apenas disponibiliza e actualiza informação financeira, não sendo responsável pelos produtos apresentados. O conteúdo está actualizado até à data mostrada em cada página. Se quiser fazer alguma actualização, por favor envie-nos a sua sugestão para: info@meuportalfinanceiro.pt