• Pesquisar
  • Categorias
  • Registar
  • Login

Juntar as prestações pode representar uma prestação única 30% mais baixa que o total que paga actualmente.

Fizemos as contas e dizemos-lhe quanto pode pagar a mais se consolidar os seus créditos. Faça também os seus cálculos e verifique se o crédito consolidado é uma opção viável para o seu caso.

Os cookies permitem-nos optimizar os nossos serviços. Ao utilizar o nosso site, concorda com a nossa política de utilização de cookies. Saiba mais.

Sim, aceito.
Simulação das melhores taxas para Crédito Consolidado!

Simulação das melhores taxas para Crédito Consolidado!

Em menos de 1 minuto, gratuito e sem compromisso.

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por meuportalfinanceiro.pt e pelos nossos Parceiros
SIMULAR

Crédito consolidado - um alívio que sai caro?

Juntar as prestações pode representar uma prestação única 30% mais baixa que o total que paga actualmente.
  • Envie-nos a sua dúvida ou sugestão para info@meuportalfinanceiro.pt

O Meu Portal Financeiro fez as contas e fomos tentar perceber quanto é que custa fazer um crédito consolidado. A verdade é que, em média, juntar as suas prestações numa só permite-lhe uma "poupança" na ordem de 30% mensalmente. A grande questão é que esta diminuição não significa uma poupança. De facto, o que acontece na consolidação de créditos é um alargamento do prazo de amortização, ou seja, vai pagar menos mensalmente, mas acabará por pagar mais tempo e com a agravante de mais juros. Apesar de o crédito consolidado poder representar de facto um alívio no orçamento mensal de muitas famílias, pode ser um presente envenenado.

 

Vamos a contas:

Vamos ter como exemplo uma família que tenha um crédito habitação, um crédito automóvel e um crédito ao consumo. No total deve 165 mil euros.

Deste montante em dívida, se for pago em contrato separados e em prazos distintos, vai representar uma despesa mensal de cerca de 1300 euros. Se optar por consolidar este créditos vai pagar, sensivelmente, menos 400 euros mensais. Uma folga, de facto, considerável que pode ajudar em muito a restabelecer o equilíbrio financeiro de muitas famílias.

 

No entanto, feitas as contas, apesar da mensalidade ser mais baixa em 30%....no total vai pagar mais 41%, ou seja, em vez dos 165 mil euros que falamos inicialmente, no final vai pagar 340 mil euros pelo total dos créditos: são mais 99 mil euros decorrentes de juros e outras taxas aplicáveis. Continua a achar um bom negócio para si?

Depende. A opção de consolidar os créditos deve ser muito ponderada. Pode ser uma tábua de salvação, mas em casos em que não há outra alternativa possível. Caso contrário, se for iludido pela "poupança" mensal, a consolidação de créditos pode sair muito cara. 

 

É importante que esteja consciente que o crédito consolidado é um alívio temporário e deve ser um último recurso. Por outro lado, tal como em qualquer tipo de crédito, deve comparar e fazer bem as suas contas. Faça simulações e informe-se de quais as taxas de juros praticadas (há muitas variáveis) e acima de tudo faça as contas de quanto é que vai pagar no final. Aí, veja se realmente lhe compensa.

 

Nota: Para calcular estes valores O Meu Portal Financeiro utilizou os dados disponibilizados pelo Jornal de Negócios. Veja o estudo completo aqui.

 

 

Leia também:

O que acontece às minhas dívidas se eu pedir falência »

Imóveis penhorados: Relato de um leitor sobre insolvência »

 

 

Maria Garcês
crédito consolidado - um alívio que sai caro? - Dúvidas e Questões

Maria Garcês Comentado há 19 days 1 months 3 years

Partilhe com a comunidade do Meu Portal Financeiro as suas dúvidas ou opinião.

Receber notificações por email sobres deste tópico?

» Comentar agora! »

Outras respostas: (0)

Estimado usuário, por favor verifique a sua situação económica antes de assumir qualquer compromisso com os nossos parceiros. O Meu Portal Financeiro apenas disponibiliza e actualiza informação financeira, não sendo responsável pelos produtos apresentados. O conteúdo está actualizado até à data mostrada em cada página. Se quiser fazer alguma actualização, por favor envie-nos a sua sugestão para: info@meuportalfinanceiro.pt