• Pesquisar
  • Categorias
  • Registar
  • Login

Os certificados de aforro são ótimas alternativas de investimento

Do rol de fontes de financiamento do Estado, os certificados de aforro representam uma das melhores formas de aforro para as famílias portuguesas. Pelo menos até ao final de 2016.

Os cookies permitem-nos optimizar os nossos serviços. Ao utilizar o nosso site, concorda com a nossa política de utilização de cookies. Saiba mais.

Sim, aceito.
Investimentos mais rentáveis: saiba onde o seu dinheiro vale mais!

Investimentos mais rentáveis: saiba onde o seu dinheiro vale mais!

Compare os Investimentos com as taxas mais competitivas do mercado!

SIMULAR

Como se financia o Estado? Os certificados de aforro

Os certificados de aforro são ótimas alternativas de investimento
  • Diversas formas de financiamento
  • Certificados de aforro são de novo interessantes
Um país que gera constantes défices orçamentais (como sabemos é a diferença entre o que o Estado recebe em impostos e o que o Estado paga nas suas despesas ao longo de um ano) tem a necessidade de recorrer a financiamento. Infelizmente, o governo português tem-nos habituado a uma constante irresponsabilidade que resulta, todos os anos, no aumento dos impostos.

Como é possível financiar os défices orçamentais?


O Estado tem diversas formas de se financiar, sendo de destacar os bilhetes de tesouro (dívida de curto prazo) as obrigações do tesouro (dívida de médio e longo prazo), o financiamento bancário e os certificados de aforro e os certificados de tesouro poupança mais.

O que são certificados de aforro?


Os certificados de aforro são instrumentos de financiamento do Estado que podem ser subscritos apenas pelas famílias portuguesas. São instrumentos muito conservadores, na medida em que o empréstimo ao Estado é considerado como o mais seguro de todos e que possibilitam ao aforrador obter um determinado juro todos os meses.

Como funcionam os certificados de aforro?


Os certificados de aforro são produtos que podem ser subscritos a partir de montantes muito baixos (100€) e para um prazo mínimo de investimento de 3 meses (neste período não é possível resgatar). Durante os períodos de investimento de 3 meses vigora uma mesma taxa de juro que não pode ser alterada e que é calculada com base na seguinte fórmula:

0.85 * (média das taxas EURIBOR a 3 Meses das últimas 10 observações) + 0.25

A esta taxa é acrescentado um prémio de permanência que será igual a 2,75% até 31 de Dezembro de 2016. De notar, contudo, que o resultado desta fórmula não poderá ser superior a uma taxa de juro de 5%.

Os certificados são de novo interessantes. Comparam muito bem com as outras alternativas de investimento de baixo risco, pelo que é fundamental que aumente os seus conhecimentos sobre as suas potencialidades.

Leia também


Maria Garcês
como se financia o Estado? Os certificados de aforro - Dúvidas e Questões

Maria Garcês Comentado há 12 days 5 months 2 years

Partilhe com a comunidade do Meu Portal Financeiro as suas dúvidas ou opinião.

Receber notificações por email sobres deste tópico?

» Comentar agora! »

Outras respostas: (0)

Estimado usuário, por favor verifique a sua situação económica antes de assumir qualquer compromisso com os nossos parceiros. O Meu Portal Financeiro apenas disponibiliza e actualiza informação financeira, não sendo responsável pelos produtos apresentados. O conteúdo está actualizado até à data mostrada em cada página. Se quiser fazer alguma actualização, por favor envie-nos a sua sugestão para: info@meuportalfinanceiro.pt