• Pesquisar
  • Categorias
  • Registar
  • Login

É possível reduzir drasticamente o valor que paga no seu cartão de crédito

Existem diversas alternativas para reduzir as prestações mensais do seu cartão de crédito. Há sempre uma solução para os problemas de excesso de endividamento. Conheça algumas!

Os cookies permitem-nos optimizar os nossos serviços. Ao utilizar o nosso site, concorda com a nossa política de utilização de cookies. Saiba mais.

Sim, aceito.
À procura dos Cartões Bancários com mais vantagens?

À procura dos Cartões Bancários com mais vantagens?

Compare de forma clara, simples e gratuita as soluções de Cartões que mais se adequam a si.

SIMULAR

Como renegociar o seu cartão de crédito

É possível reduzir drasticamente o valor que paga no seu cartão de crédito
  • Redução da taxa de juro
  • Consolidação de créditos
  • Transformação da dívida num crédito pessoal

Cansado de pagar taxas brutais pelo seu cartão de crédito? Taxas que chegaram a atingir mais de 30% e que agora “apenas” podem chegar aos 22,1%...

 

Antes de mais, importa focar no significado de uma taxa de juro de 22%.

 

Imaginando-se que pediu um empréstimo de 1.000€, se tiver uma taxa de juro de 22% irá pagar 220€ por ano. No caso dos cartões de crédito, como muitas pessoas efetuam apenas o pagamento mínimo, é muito provável que paguem efetivamente 220€ ou próximo durante vários anos.


Como funciona o pagamento mínimo do cartão de crédito:

 

Muitas pessoas não percebem na totalidade porque motivo os bancos adoram os cartões de crédito. Naturalmente que um dos motivos prende-se com as elevadas taxas de juro. No entanto, os bancos adoram as pessoas que fazem apenas o pagamento mínimo, na medida em que vão garantir que o cliente fica endividado durante muitos e longos anos.

 

Um exemplo ajuda-nos a perceber:

 

Imagine que tem uma dívida de 1.000€ e a taxa de juro do cartão de crédito é de 22%. Considere, também, que o pagamento mínimo é de 3%. Neste contexto:

 

  • É-lhe cobrado mensalmente 1.83% de juro (22% a dividir por 12 meses)
  • Efetua um pagamento de 3% ao mês;
  • Reduz o valor em dívida em 1.17% por mês.

 

Como resolver o problema?

 

Muitas pessoas mostram grande dificuldade no pagamento dos cartões de crédito. Muitas não sabem o que fazer pois o valor em dívida não para de aumentar. Para resolver o problema, sugerimos-lhe algumas alternativas:


Baixar a taxa de juro – Uma primeira abordagem passa por tentar que o seu banco lhe baixe a taxa de juro que lhe cobra. Pode não ser fácil, mas com uma argumentação sólida e motivos válidos, pode conseguir;


Consolidar o crédito – A segunda abordagem passa por tentar consolidar o crédito do cartão noutro crédito que já tenha. Por exemplo, consolidar com o crédito habitação. Beneficia pelo aumento do prazo e pela redução drástica da taxa de juro;


Transformar o crédito num crédito pessoal – A terceira alternativa e muito comum consiste na transformação da dívida do cartão de crédito num crédito pessoal. Deste modo, irá conseguir uma redução da prestação (pelo aumento do prazo e redução da taxa de juro) e garante que estará a amortizar o valor em dívida.

 

As alternativas são várias. Muitas vezes o difícil é por mãos à obra. Sugerimos-lhe a consulta a um dos nossos parceiros que o poderão ajudar a encontrar a melhor solução para o seu problema.

 

Leia também

Crédito pessoal rápido »

Será que compensa pedir um crédito pessoal rápido »

5 dicas para conseguir um excelente empréstimo pessoal »

Maria Garcês
como renegociar o seu cartão de crédito - Dúvidas e Questões

Maria Garcês Comentado há 10 days 5 months 2 years

Partilhe com a comunidade do Meu Portal Financeiro as suas dúvidas ou opinião.

Receber notificações por email sobres deste tópico?

» Comentar agora! »

Outras respostas: (0)

Estimado usuário, por favor verifique a sua situação económica antes de assumir qualquer compromisso com os nossos parceiros. O Meu Portal Financeiro apenas disponibiliza e actualiza informação financeira, não sendo responsável pelos produtos apresentados. O conteúdo está actualizado até à data mostrada em cada página. Se quiser fazer alguma actualização, por favor envie-nos a sua sugestão para: info@meuportalfinanceiro.pt