• Pesquisar
  • Categorias
  • Registar
  • Login

Renegociar dívidas: Pontos-chave!

Renegociar dívidas pode ser muito importante nos dias que correm já que permite às famílias repensar os seus créditos e atuar em situações limite de sobreendividamento.

Os cookies permitem-nos optimizar os nossos serviços. Ao utilizar o nosso site, concorda com a nossa política de utilização de cookies. Saiba mais.

Sim, aceito.
Simulação das melhores taxas para Crédito Consolidado!

Simulação das melhores taxas para Crédito Consolidado!

Em menos de 1 minuto, gratuito e sem compromisso.

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por meuportalfinanceiro.pt
SIMULAR

Como renegociar dívidas?

Renegociar dívidas: Pontos-chave!
  • A renegociação das dívidas pode ser a solução dos seus problemas.
Renegociar dívidas é, hoje, uma ferramenta essencial para evitar o incumprimento e resolver problemas de sobreendividamento. No entanto, é necessário perceber que é possível renegociar dívidas através de diferentes categorias: alargamento de prazo, crédito consolidado e carência de capital.

De salientar que todas estas formas de renegociar dívidas têm um denominador comum: reduzir os juros ou o peso mensal das prestações.

Mas só quem se encontra em situação de incumprimento pode renegociar dívidas?


Não. Aliás, a renegociação de dívidas é também um excelente instrumento para quem antecipe dificuldades de cumprimentos com as obrigações.

Ou seja, se renegociar dívidas quando ainda não existe incumprimento, poderá estar a criar uma situação de equilíbrio do seu orçamento familiar que lhe permita encarar o futuro com alguma tranquilidade, evitando todos os problemas decorrentes do incumprimento.

Lembre-se, no entanto, que deverá analisar corretamente o seu orçamento, sabendo exatamente quanto poderá dispensar mensalmente para sanar as suas dívidas já que isto é essencial para negociar com os bancos, mostrando uma enorme vontade de cumprir com os compromissos assumidos.

Como renegociar dívidas?


Como referido anteriormente, existem 3 mecanismos que lhe permitem renegociar dívidas:

- Alargamento do prazo de reembolso

Uma das hipóteses que existe pra renegociar dívidas é o alargamento do prazo de reembolso do crédito. Ou seja, ao alargar o prazo de pagamento estará a baixar significativamente a prestação mensal, aliviando assim o seu peso no orçamento.

Apesar disso, o alargamento do prazo significará também um crédito mais caro já que os juros serão superiores. Se por um lado desce o peso mensal com créditos, por outro, sobe o custo total do empréstimo.

- Período de carência

Poderá também, ao renegociar dívidas, solicitar um período de carência ao seu banco. Ou seja, poderá pedir um período de carência de capital, pagando apenas os juros durante esse período de tempo.

Desta forma, a prestação mensal será diminuída mas a verdade é que terá que, no final, pagar mais no final do crédito porque durante um período de tempo não houve amortização da dívida.

- Crédito consolidado

O crédito consolidado permite-lhe juntar num só crédito, todos os créditos que já possui, baixando significativamente o peso das prestações mensais. Além disso, terá apenas um interlocutor e uma só prestação.

Leia também:
Maria Garcês
como renegociar dívidas? - Dúvidas e Questões

Maria Garcês Comentado há 22 days 4 months 3 years

Partilhe com a comunidade do Meu Portal Financeiro as suas dúvidas ou opinião.

Receber notificações por email sobres deste tópico?

» Comentar agora! »

Melhor resposta:

Anónimo

AnónimoResposta há 26 days 8 months 3 years

Não sabia que é possível conseguir períodos de carência na renegociação de uma dívida. Obrigado pela dica! Muito útil!

Receber notificações por email sobres deste tópico?

» Comentar agora! »

Outras respostas: (2)

Anónimo

AnónimoResposta há 29 days 6 months 3 years

Já tentei fazer consolidação de crédito com o meu banco (CGD) e a qual não faz crédito consolidade

Receber notificações por email sobres deste tópico?

» Comentar agora! »

Estimado usuário, por favor verifique a sua situação económica antes de assumir qualquer compromisso com os nossos parceiros. O Meu Portal Financeiro apenas disponibiliza e actualiza informação financeira, não sendo responsável pelos produtos apresentados. O conteúdo está actualizado até à data mostrada em cada página. Se quiser fazer alguma actualização, por favor envie-nos a sua sugestão para: info@meuportalfinanceiro.pt