• Pesquisar
  • Categorias
  • Registar
  • Login

A vida de José Sócrates em destaque.

A vida de José Sócrates fez correr muita tinta ao longo dos anos. Notícias, polémicas, denúncias e tribunais marcaram a passagem de José Sócrates pela política. 

 

Os cookies permitem-nos optimizar os nossos serviços. Ao utilizar o nosso site, concorda com a nossa política de utilização de cookies. Saiba mais.

Sim, aceito.
Simulação das melhores taxas para Crédito Pessoal!

Simulação das melhores taxas para Crédito Pessoal!

Em menos de 1 minuto, gratuito e sem compromisso.

12
96

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por meuportalfinanceiro.com e pelos nossos Parceiros
SIMULAR

A vida de José Sócrates: quem foi e o que fez.

A vida de José Sócrates em destaque.
  • Ao fim de 2 anos longe do mediatismo, Sócrates voltou para uma entrevista à RTP.

José Sócrates nasceu no Porto, corria o ano de 1957, mas foi Alijó que recebeu o seu registo. Apesar disso, José Sócrates viveu toda a sua infância e adolescência na Covilhã com o seu pai, arquiteto e desenhador de renome e cofundador do PSD na Covilhã. Filho de pais divorciados, o pequeno José Sócrates teve ainda a companhia de um irmão e uma irmã. 

 

O seu percurso formativo foi idêntico ao de qualquer um de nós, mas a polémica começa na altura em que o ex-Primeiro-Ministro ingressa no ensino superior. Em 1975, ingressa no ISEC (Institui Superior de Engenharia de Coimbra) e quatro anos depois, obtém o diploma de Bacharel, como engenheiro técnico civil.

Não completamente satisfeito com as suas habilitações literárias, Sócrates inscreveu-se na Universidade Lusíada em 1993, para fazer o curso de Direito mas acabou por abandonar o curso em 1993, sem qualquer aproveitamento. 

Já como político conhecido de todos os portugueses o engenheiro matriculou-se no ISEL (Instituto Superior de Engenharia de Lisboa) a fim de obter um complemento ao diploma de bacharel, equivalente à licenciatura, mas rapidamente abandonou esta instituição e matriculou-se na Universidade Independente. E é aqui que começa a grande polémica em torno das habilitações literárias de José Sócrates. Em causa está a licenciatura em Engenharia Civil pela Universidade Independente que, segundo se constou em 2007, levantava sérias dúvidas. Na base da acusação está o facto de existirem diversos documentos por assinar e carimbar, contradições nas notas e o facto de as classificações das quatro de cinco cadeiras que tinha para concluir na instituição terem sido lançadas a um domingo de agosto. A Procuradoria-Geral da República foi chamada a intervir e abriu um inquérito sobre este assunto, arquivando-o pouco tempo depois por considerar que não existiam provas de que se tivesse praticado crime de falsificação de documentos. 

O curso de engenharia civil não é a única incongruência no currículo de José Sócrates. Na biografia publicada pela Presidência do Conselho de Ministros é referido que José Sócrates possui uma pós-graduação em Engenharia Sanitária pela Escola Nacional de Saúde Pública. Na verdade o ex-Primeiro-Ministro apenas participou num curso de Engenharia Sanitária para engenheiros municipais. 

Coincidência ou não, em 2007, Mariano Gago dá ordem para o encerramento compulsivo da universidade, sendo os alunos transferidos para outras universidades públicas e privadas.

 

 

Carreira Política

A política surgiu cedo na vida de José Sócrates, logo após o 25 de Abril de 1974. Apesar de ter sido cofundador da JSD, setor juvenil da Covilhã, o político mudou a sua filiação para o PS, em 1981. Logo em 1983, torna-se presidente da concelhia do PS Covilhã e presidente da federação distrital de Castelo Branco, ocupando este cargo até 1995. 

Em 1987 é eleito pela primeira vez como deputado da Assembleia da República e a sua primeira intervenção consistiu na defesa de um projeto-lei que visava a legalização da prática do nudismo. 

Foi a personalidade que marcou a vida de José Sócrates e foi graças a ela que passou a integrar o Secretariado Nacional do Partido Socialista em 1991 e, em 1995, fez parte do primeiro Governo de António Guterres, como secretário de Estado Adjunto do Ministro do Ambiente. Em 1997, marca a sua posição como um dos impulsionadores do Euro 2004, como ministro-adjunto do primeiro-ministro

No segundo Governo de Guterres, Sócrates encabeçou o ministério do Ambiente e do Ordenamento do Território e também aqui foi alvo criticas e protagonizou várias polémicas, como a coincineração e o licenciamento do Freeport - caso que incorreu em julgado e no qual José Sócrates foi acusado ainda como Primeiro-Ministro.

Em 2004, José Sócrates vence as eleições para secretário-geral do PS com quase 80% dos cotos e, em 2005, após a vitória do seu partido nas eleições legislativas, Sócrates é chamada a formar governo. 

Em 2009, foi eleito para um segundo mandato, já sem maioria na Assembleia da República, e demite-se em 2011 com a reprovação do PEC IV, tendo sido culpabilizado pela entrada do FMI em Portugal. 

 

A culpa que dizem ter

Em 2011, já o país atravessava uma grave crise financeira e económica, fruto da crise mundial. José Sócrates apresenta aos parceiros europeus um pacote de medidas com vista ao combate da crise e à criação de soluções para fazer face ao défice e tentar controlar a dívida do Estado. Apesar do consenso da Europa, Sócrates não obteve o consenso dos partidos da oposição e o pacote de medidas foi chumbado pela Assembleia da República. Tal como prometido, José Sócrates demitiu-se do cargo de Primeiro-Ministro e novas eleições foram marcadas. O político concorreu, mas o povo ditou a sentença e deu a vitória ao PSD. A vida de Sócrates mudou neste momento e o agora ex-Primeiro-Ministro rumou a França, onde tirou um mestrado de Filosofia e foi contratado por uma farmacêutica. 

Dois anos depois do desastre das eleições de 2011, José Sócrates volta a dar que falar. Em março, foi anunciado que o reconhecido político seria comentador político na televisão pública. Depois de muita polémica, vozes contra e petições a circular contra e a favor de Sócrates, o ex-Primeiro-Ministro dá uma entrevista à RTP que fez rolar muita tinta nos órgãos de comunicação social.

 

1/2 Seguinte

Maria Garcês
a vida de José Sócrates: quem foi e o que fez. - Dúvidas e Questões

Maria Garcês Comentado há 27 days 10 months 2 years

Partilhe com a comunidade do Meu Portal Financeiro as suas dúvidas ou opinião.

Receber notificações por email sobres deste tópico?

» Comentar agora! »

Outras respostas: (0)

Estimado usuário, por favor verifique a sua situação económica antes de assumir qualquer compromisso com os nossos parceiros. O Meu Portal Financeiro apenas disponibiliza e actualiza informação financeira, não sendo responsável pelos produtos apresentados. O conteúdo está actualizado até à data mostrada em cada página. Se quiser fazer alguma actualização, por favor envie-nos a sua sugestão para: info@meuportalfinanceiro.pt